November 30 2015

Jeniffer Elaina da Silva

5 tipos de empréstimos para uma mesma dívida

5 tipos de empréstimos para uma mesma dívidaSegundo um levantamento do Serasa Experian, cerca de 27,54% da população brasileira possui contas em atraso. Isso fica ainda mais preocupante quando verificados os juros cobrados por essas dívidas, sendo que o cartão de crédito, o mais comum, conta com juros muito elevados.

Porém, é possível fazer o valor final da dívida ficar diferente de acordo com o tipo de empréstimo realizado porque alguns juros são mais baratos que outros, conforme tabela abaixo.

Tabela emprestimos

Fonte: Exame

Para mostrar essa diferença, veja como fica o valor a ser pago utilizando diferentes modalidades de crédito.

Rotativo do cartão

Os rotativos dos cartões de crédito possuem altas taxas, chegando a 395% ao ano, sendo que após um ano o valor da dívida será quase que 5 vezes maior. Ele começa a ser cobrado logo que o cliente deixa de pagar a conta do cartão e, de todos, é o que mais deve ser evitado, junto com o chegue especial.

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

  • Dívida de R$ 2 mil após seis meses: R$ 4.450,36
  • Dívida de R$ 2 mil após um ano: R$ 9.902,86

Parcelamento do cartão

Quando o cliente não consegue pagar a fatura total do cartão, a dívida é parcelada, mas mesmo assim os juros chegam a ser bem altos. E, como no caso anterior, esse tipo de dívida deve ser evitado, sempre que possível buscando outros tipos de empréstimos mais baratos para quitá-las.

  • Dívida de R$ 2 mil em seis meses: R$ 2.962,96
  • Dívida de R$ 2 mil em um ano: R$ 4.389,56

Cheque especial

O cheque especial é bem fácil de ser usado e, normalmente, o cliente já tem um limite pré-aprovado, que o torna ainda mais acessível. Mesmo que alguns bancos não estejam cobrando juros por alguns dias, ainda assim é um empréstimo arriscado.

Para quem não quer cair nessa tentação e ficar endividado, uma forma é solicitar que o banco reduza o limite ou então cancele. É importante também sempre acompanhar o saldo para que ele não fique negativo.

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

  • Dívida de R$ 2 mil em seis meses: R$ 3.724,68
  • Dívida de R$ 2 mil em um ano: R$ 6.936,63

Crédito pessoal

É uma forma um pouco mais barata de conseguir dinheiro, sendo que os bancos costumam fazer esse empréstimo, mas com cobrança de juros e taxas de administração. Para saber o valor total a ser pago é sempre preciso consultar o Custo Efetivo Total (CET).

  • Dívida de R$ 2 mil após seis meses: R$ 2.924,87
  • Dívida de R$ 2 mil após um ano: R$ 4.277,42

Crédito consignado

Essa costuma ser uma das opções mais baratas, porém não está disponível para qualquer pessoa, uma vez que o desconto ocorre direto em folha de pagamento. Os juros costumam ficar em média 28,1% a.a. para aposentados e pensionistas e 39,9% a.a. para trabalhadores do setor privado.

  • Dívida de R$ 2 mil após seis meses: R$ 2.365,93
  • Dívida de R$ 2 mil após um ano: R$ 2.798,82

Viu como você pode fazer empréstimo, desde que faça o mais correto? Então fique atento e não tenha mais dívidas!

Sobre o autor: Jeniffer Elaina da Silva

Jeniffer Elaina trabalha como Editora freelancer, tendo mais de cinco anos de experiência em escrita e revisão de artigos para web. É formada em Marketing com pós-graduação em Administração de Empresas na FGV Bauru. Sua maior paixão é poder compartilhar conhecimentos e aprender um pouco mais a cada dia.

Gostou do nosso artigo? Que tal aproveitar e realizar uma simulação de empréstimo e receber excelentes propostas através dos parceiros do site Emprestimo.org
Clique Aqui!

Muitos leitores realizaram a simulação de um Empréstimo através de nosso site!

De quanto dinheiro você precisa?


Discussão

Luciano March 25, 2016 at 9:32 am

Bom dia!

As pessoas têm se endividado e não encontrado saída para a ciranda financeira oriundas dessas dívidas.
Já é possível renegociar dívidas ruins, tornando algo pagável simplesmente trocando a modalidade de crédito. Por exemplo se uma pessoa trocar o débito existente no cartão de crédito pelo crédito pessoal, ou se possível pelo consignado, terá um novo fôlego para quitar realmente suas dívidas. A autora de forma didática ensinou algo que para muitos é um verdadeiro martírio.

Cordialmente,
Luciano

Sanaira Silveira March 26, 2016 at 1:36 pm

Bom dia Luciano,

Obrigada por comentar no emprestimo.org,
Caso tenha interesse em fazer uma cotação de empréstimo, preencha o formulário na home-page do nosso site para que possamos entrar em contato com você.

Abraço.

Postar um comentário