October 22 2014

Jeniffer Elaina da Silva

Bancos e cartões lideram as dívidas entres os consumidores jovens

Bancos e cartões lideram as dívidas entres os consumidores jovensDados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostram que a maior parte das dívidas dos consumidores jovens concentra-se nos bancos, representando 43,03%. Este número, porém, não é muito diferente do restante da população, onde a porcentagem é de 44,43% quando o assunto é ter dívidas em bancos.

Conforme a pesquisa, em entrevista feita com jovens de 18 a 24 anos que estão em situação de inadimplência, 44% dizem que estão com o nome sujo devido a cartões de loja e 43% atribuem este problema aos cartões de crédito. Depois ainda surgem os bancos ou financeira, que representam 18% das dívidas dos entrevistados.

Veja neste gráfico como se concentram as dívidas da população mais jovem:

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

 

Bancos e cartões lideram as dívidas entres os consumidores jovens

Fonte: http://www.tribunadabahia.com.br

Para a economista do SPC Brasil, a conveniência do cartão de crédito explica este número, já que torna fácil a compra no momento em que você não tem o dinheiro em mãos. Porém, ela adverte que, se não feito com cuidado e um bom planejamento, esta prática pode levar à inadimplência devido ao famoso efeito ‘bola de neve’, onde você não quita o valor total do cartão e vai pagando o mínimo até estar com taxas absurdas e não dar conta de pagar.

Jovens são menos inadimplentes

Mesmo com estes dados e este problema no uso de cartões, os jovens em tiveram uma queda de 3,25% no número de dívidas, se comparado a setembro de 2013. Já no total, houve um aumento de 5,07% de dívidas atrasadas comparando-se com o mesmo período.

Para Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil, diversos fatores colaboraram com estes números, como o adiamento da entrada no mercado de trabalho, o que faz com que não comprem carros e casas tão cedo e evitem estas dívidas.

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

Este motivo pode ser confirmado através de dados do IBGE que mostram que os jovens estão menos presentes no mercado de trabalho. Para se ter ideia, em 2010, 70,6% dos jovens de 18 e 24 anos trabalhavam e hoje esta taxa é de 65,4%.

Além desta participação tardia no mercado de trabalho, os consumidores desta faixa etária estão demorando mais tempo para sair da casa dos pais. Em 2000, conforme o Censo Demográfico do IBGE, 36,56% dos jovens entre 20 e 24 anos eram casados ou viviam em união estável e em 2010 a taxa foi para 34,21%.

Junto a estes dados, verificou-se ainda que os jovens que não trabalham nem estudam (conhecidos popularmente como “nem-nem”) aumentaram e hoje representam 19,6% do total desta população, de acordo com o IBGE.

Isso mostra que, com menos responsabilidades nesta faixa etária, os jovens estão se controlando ou evitando dívidas maiores, mas isso não significa que estejam sendo mais conscientes, pois, como já visto, eles ainda possuem problemas de inadimplência, principalmente devido ao mau uso do cartão de crédito.

Além disso, muitos ainda optam por usar o cartão de crédito do pai, o que gera uma inadimplência para outra pessoa e não exatamente para os jovens.

Sobre o autor: Jeniffer Elaina da Silva

Jeniffer Elaina trabalha como Editora freelancer, tendo mais de cinco anos de experiência em escrita e revisão de artigos para web. É formada em Marketing com pós-graduação em Administração de Empresas na FGV Bauru. Sua maior paixão é poder compartilhar conhecimentos e aprender um pouco mais a cada dia.

Gostou do nosso artigo? Que tal aproveitar e realizar uma simulação de empréstimo e receber excelentes propostas através dos parceiros do site Emprestimo.org
Clique Aqui!

Muitos leitores realizaram a simulação de um Empréstimo através de nosso site!

De quanto dinheiro você precisa?

Solicitar

Discussão

Sem comentários. Seja o primeiro a responder!

Postar um comentário