February 14 2012

Regina Di Ciommo

Comida Por Quilo – controle seu orçamento para comer fora com uma opção saudável nos restaurantes por quilo.

Hoje em dia, por todo Brasil, os restaurantes de comida por quilo (ou a quilo) fazem muito sucesso. É uma novidade que surgiu na década de 80, como uma opção para quem precisava almoçar fora de casa. No início concentrava-se nas áreas de comércio e escritórios das grandes cidades, mas hoje estão em praticamente todos os bairros e até nas menores cidades do interior do país.

Os restaurantes de comida por quilo passaram a ser úteis não apenas para quem trabalha, mas para todo tipo de público, incluindo donas de casa, idosos, aposentados e estudantes, que saem das escolas no horário do almoço. Essa alternativa se tornou cada vez mais popular por causa dos preços justos, porque só se paga exatamente o peso da refeição que se coloca no prato.

O restaurante por quilo é uma invenção da criatividade brasileira e não é encontrado no restante do mundo. Portugal é uma exceção, onde a comida por quilo começou a ser introduzida na década de 90, imitando o sucesso conseguido no Brasil.

Se o seu orçamento é controlado, provavelmente você não é o tipo que frequenta restaurantes à la carte frequentemente. Os preços por cardápio costumam ser muito mais caros, não importando a quantidade que se consome. Além disso, quanto mais refinado o restaurante, menores costumam ser as porções individuais, que muitas vezes não satisfazem o apetite de todos. Além disso, os restaurantes à la carte têm a demora no atendimento como um fator de desvantagem. Os restaurantes que trabalham com o “Buffet” livre também costumam ser mais caros, e nesse caso as mulheres ficam insatisfeitas, porque comem bem menos do que um homem de apetite médio e pagam o mesmo valor.

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

Os restaurantes por quilo também inovaram no quesito higiene e instalações atraentes, em relação às lanchonetes e botecos que costumavam servir o famoso PF, ou prato feito. Também superam as redes de “fast-food” no que se refere a alternativas mais saudáveis. Uma outra inovação foi acrescentar o churrasco, com vários tipos de carnes à escolha do cliente, ao seu prato de legumes, massas e saladas, tudo pelo mesmo preço na pesagem.

Essa liberdade na escolha ganhou a preferência do grande público. Atualmente já existem restaurantes por quilo especializados em cozinha brasileira, cozinha árabe, cozinha italiana, cozinha chinesa, japonesa e outras.

Fazer a refeição num restaurante de comida por quilo permite balancear a refeição, até mesmo para quem está de dieta. É possível pensar nos aspectos nutricionais da comida, escolhendo de forma racional e inteligente. Um dos pontos vantajosos é poder apostar na variedade, que até supera as opções que se pode preparar em casa. Geralmente o restaurante por quilo de padrão médio oferece pelo menos oito pratos quentes, dez tipos de saladas e legumes frios e algumas sobremesas.

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

Você pode encontrar comida boa por um gasto médio de R$ 10 por pessoa. Existem variações de R$ 5 para mais ou para menos. A única crítica costuma partir de quem gosta de montar um prato bem reforçado. Se você come bastante o preço começa a deixar de ser vantajoso. Entretanto, para uma alternativa de comida de qualidade, essa é uma forma de fazer uma refeição sem perder o horário de seu compromisso e com qualidade. O importante é saber fazer um prato em que a comida esteja balanceada, com equilíbrio nutricional entre proteínas, fibras e gorduras, para que você consiga não apenas beneficiar o seu bolso, mas também a sua saúde.

 

 Artigos relacionados:

Sobre o autor: Regina Di Ciommo

Mestrado e Doutorado em Sociologia pela UNESP – Universidade Estadual Paulista, pós-doutorado em Recursos Naturais com especialização em Ecologia Humana. Pesquisadora da Universidade Estadual da Bahia, em Ilhéus, é professora de cursos de pós-graduação. Autora e coordenadora de projetos de desenvolvimento local e sustentabilidade, nos estados de São Paulo e Bahia.


Discussão

ama April 13, 2012 at 8:52 pm

Essas dicas são boas!

Realmente comida por quilo deve estar em todos os lugares, mas se não termos um controle, acabamos pagando muito caro pela comida.

Obrigada.

Postar um comentário