agosto 7 2013

Rosangela Lotfi

Crédito pessoal

A oferta de crédito alavanca todas as economias capitalistas mundo afora e tem o mérito de construir uma economia moderna. Durante muitos anos, não havia crédito disponível para pessoas físicas no Brasil, mas há algum tempo, o acesso ao crédito está cada vez mais facilitado. Antes de contratar qualquer linha de financiamento é importante conhecer as vantagens e desvantagens de cada modalidade.

Apesar da redução das taxas de juros no Brasil nos últimos dois anos, elas ainda são muito altas, tanto que o país ocupa o quarto lugar no ranking dos maiores juros reais do mundo. Já foi o primeiro, melhorou, mas não muito, por isso empréstimo só se houver necessidade.

Preencha o formulário abaixo! Nossa equipe vai pesquisar para você as melhores opções de empréstimo do mercado, através de bancos e empresas financeiras parceiras!

Serviço Inteiramente Grátis!

R$

Para comprar um imóvel, o crédito imobiliário oferecido pelos bancos é a melhor opção, senão a única para comprar a casa própria. Os bancos disponibilizam linhas de crédito, que dependendo do perfil do consumidor e de sua renda, podem ser bastante alta. Os juros são os mais baixos porque o imóvel é dado como garantia e o prazo alongado podendo chegar a 35 anos. O financiamento imobiliário tem taxas entre9% e 12% ao ano, mais TR (Taxa Referencial).

Se o crédito for para comprar um carro é melhor pegar um financiamento específico do que contratar um empréstimo pessoal tradicional, porque assim como o empréstimo imobiliário próprio carro é a garantia do pagamento, as taxas costumam ser mais baixas. O empréstimo pode ser pedido ao banco ou a concessionária de veículos, mas é mais vantajoso pegar o empréstimo diretamente porque o financiamento da concessionária geralmente está atrelado à cobrança de outras taxas, como a de retorno, que podem aumentar o valor final pago.

Se o objetivo for dar um upgrade na casa, renovar o fogão ou geladeira, comprar uma TV LED, ou qualquer outra coisa, o ideal é juntar o dinheiro e pagar à vista negociando descontos que podem chegar a 10% do valor do bem. Se comprar a vista não é uma opção, não faça crediário na loja, empréstimo concedido pelo banco podem ter menores taxas de juros, é preciso pesquisar e escolher a opção mais barata.

Uma saída fácil, sem burocracia e rápida que a maioria das pessoas utiliza é utilizar o cheque pessoal ou o cartão de crédito. Ambos são péssimos negócios e têm a maior taxa de juros entre todas as modalidades e existem outras, melhores, que podem ser usadas. Empréstimo pessoal no banco, geralmente, terá juros médios menores, ou o crédito consignado. Este último é a melhor opção porque as taxas de juros são as mais baixas do que as do empréstimo pessoal. Boa opção também para quem está com dívidas em uma linha de crédito mais cara como as citadas anteriormente. Essa opção , não é para todos, só está disponível para aposentados e pensionistas ou trabalhadores cujas empresas têm convênio com algum banco para oferecer o benefício. Para quem não se enquadra nesse perfil há opção de linhas específicas, como a de antecipação do 13º salário e de restituição do Imposto de Renda, a taxa pode ser ainda menor.

Sobre o autor: Rosângela Lotfi

Rosângela Lotfi é jornalista especializada em economia e negócios, mas com múltiplos interesses. Possui experiência e atua em mídias impressas [jornais, revistas] e internet, nos quais produz conteúdos informativos e insitucionais. Atua também como ghostwriter (www.theghostwriterblog.wordpress.com)

Compartilhe este artigo:  


Discussão

helena cardoso dos santos dezembro 3, 2013 at 1:08 pm

Boa tarde,

Preciso de dinheiro urgente.
Atenciosamente, Helena.

Postar um comentário