Erros cometidos no fluxo de caixa de micro e pequenas empresas iniciantes

23, maio, 2016
Jeniffer Elaina da Silva

Erros cometidos no fluxo de caixa de micro e pequenas empresas iniciantesSeja um modelo de negócio grande e com potencial, rentável e com muitos investidores interessados em apoiar a ideia ou não, uma coisa é certa: a empresa não irá sobreviver se o empreendedor não souber gerenciar o fluxo de caixa.

Atualmente, temos estudos apontando que muitas pequenas empresas e startups falham devido à má gestão do fluxo de caixa. Mas, afinal, o que é o fluxo de caixa? Em uma simples explicação, nada mais é do que o dinheiro que entra e sai, ou seja, a movimentação de capital da sua empresa.

Como um empresário de sucesso que você e todos querem ser, é importante dar o foco necessário para todos os setores da empresa, mas nunca se esquecer de manter o fluxo de caixa em ordem para evitar colocar o negócio em perigo iminente.

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

Aqui estão alguns dos problemas de fluxo de caixa mais comuns:

Superestimar volumes de vendas futuras

Otimismo implacável é um traço fundamental de empresários bem-sucedidos. Afinal, como prevalecer em face de tantos obstáculos, opositores e estresse? Enquanto o otimismo é necessário para um proprietário perseverar com a sua nova empresa, pode ser também um ponto de perigo se comprometer a objetividade e a racionalidade necessárias que devem ter com o giro de capital da empresa.

Até onde se arriscar com as probabilidades futuras? Nem todos que visitam seu site ou sua loja irão comprar. Tudo sempre depende do tipo do seu produto, do local, sazonalidade, grupo-alvo, entre outros. Enquanto o volume de venda possa aumentar durante as férias escolares, esperar que esses números dobrem nas férias de final de ano, pode ser um tanto irrealista, por exemplo. Pelo menos até a fase de início, em que as vendas não são estáveis ou que você ainda não conheça o ciclo.

Por isso que é tão importante fazer uma previsão de vendas objetiva e realista com base em evidências históricas e números reais. Através da aplicação de métodos quantitativos de previsão, você pode usar dados reais da receita do ano anterior do seu próprio negócio ou de outras empresas em sua indústria como base, para acompanhar as tendências e prever vendas futuras. Estas informações irão auxiliar com projeções de vendas mais realistas.

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

A previsão de receita pode ser especialmente difícil nos primeiros anos de negócio. Isso, normalmente se dá, por conta de ser novo no ramo ou falta de experiência. Muitos empresários decidem não fazer um plano de negócios, e acredite, esse é o primeiro passo para ver a projeção e profitabilidade do seu negócio. Outra opção é contar com a ajuda de um mentor ou alguém da mesma indústria que você. Um bom mentor de negócios pode oferecer a própria experiência para ajudá-lo a projetar vendas futuras, e até mesmo oferecer números de vendas anteriores como exemplo.

Não importa qual método você escolher, certifique-se de basear suas expectativas de vendas em fatos objetivos. Isso irá poupar gastos excessivos com coisas que não irão se tornar realidade.

Envolver-se em gastos por impulso durante a fase de início

“É preciso dinheiro para ganhar dinheiro”: Nós ouvimos e dizemos isso muitas vezes, e de algumas maneiras, pode ser verdade. Mas só se focar nesse tipo de crença, pode trazer gastos excessivos para a empresa – especialmente nos primeiros meses de negócio.

A realidade é que, no início é preciso sim investir para ganhar em longo prazo. Algumas despesas no começo são mais altas do que a receita. Começar um negócio envolve diversas despesas, alguns claramente benéficos, ou seja, custos que irão beneficiar a rentabilidade da empresa. Porém, existem alguns custos excessivos com consultores ou prestadores de serviços que poderiam ser cortados pela metade ou por inteiro, já que não são tão urgentes para uma empresa na fase inicial. O importante é se focar com os gastos necessários.

Se você quiser que seu negócio ganhe dinheiro, então, considere sempre o custo-benefício de cada despesa. Afinal, cada “um real” que você gastar, será mais um que em última análise sairá da sua margem de lucro.

Junto com a sua previsão de receita, crie e execute um orçamento realista. Tente incluir nesse cálculo, os gastos ou oportunidades inesperadas, para poder investir em algo necessário ou para dar a volta por cima.

Passividade sobre o pagamento de clientes em atraso

Um dos assassinatos mais rápidos de fluxo de caixa – em especial para as empresas pequenas B2B – são os resultados de faturas não pagas de clientes. Se você não é proativo na coleta de pagamentos dos seus clientes, você pode estar num caminho perigoso para a sua tesouraria!

Para algumas pequenas empresas é complicado ter penalidades e políticas sólidas de cobrança em atraso ou o não pagamento, e alguns clientes acabam se aproveitando. A dica aqui é: deixe claro na política da empresa, termos e condições da loja ou website o que os seus clientes irão receber no momento de um pagamento em atraso. Boas políticas incluem uma pena de 5 por cento depois de cinco dias de atraso, e a parada de prestação de serviço depois de 30 dias em atraso.

Crie uma linha de tempo interno de procedimentos para o envio da fatura inicial, para lembretes de pagamento ou corte de serviços quando as faturas não forem pagas.

Algumas empresas utilizam o meio de incentivar clientes através de desconto para pagamentos antecipados.

Poupe para segurança

Não importa quantas medidas de segurança que você tem para proteger o dinheiro da sua empresa, “soluços” no fluxo de caixa são uma realidade na vida de uma empresa. Isto pode não significar grande coisa se você tem uma poupança garantida. Mas se a sua empresa trabalhará a partir de um saldo zero, um mês de vendas lenta pode significar um desastre imediato.

Para salvaguardar o seu negócio de problemas de fluxo de caixa, mantenha um saldo de conta equivalente a, pelo menos, dois meses de despesas operacionais. Dessa forma, mesmo se você tiver surpresas inesperadas, terá reservas suficientes para se proteger.

Conclusão

Problemas de fluxo de caixa são um dos maiores desafios para empresas. Mas se você for objetivo sobre o seu negócio, conter os gastos desnecessários e ficar alerta para possíveis armadilhas, você conseguirá garantir um bom fluxo de caixa, entrada e saída balanceada a longo prazo.

Diana Morgado, 26, é formada em relações internacionais, mora em Berlim e trabalha junto com o time de internacionalização do SmartBusinessPlan, a ferramenta de plano de negócios que auxilia o empresário a ter sucesso com a organização dos negócios e com o planejamento financeiro completo.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como fazer o seu emprestimo online
Selecione o tipo de empréstimo que você deseja no topo do site.
Escolha um dos sites parceiros para solicitar seu empréstimo.
Preencha o formulário e confirme a sua solicitação.
Prestamos um serviço completamente gratuito para você
NUNCA faça qualquer tipo de depósito para conseguir seu empréstimo. Ficou com dúvida?
Leia nossos artigos para fazer um empréstimo seguro!