Financiamento para pequenas empresas – torna o seu sonho possível

As micro e pequenas empresas precisam de recursos financeiros para iniciar ou incrementar suas operações. Quer seja para investimento em equipamentos ou capital de giro, essa necessidade se apresenta em todas as fases do negócio. Se você está iniciando uma micro ou pequena empresa ou sonha com sua própria empresa, conheça o que existe para que esse sonho se torne realidade, através do apoio de instituições financeiras confiáveis.

O Sebrae e o apoio à micro e pequena empresa

Há várias linhas de crédito que podem ajudar a pequena empresa, em especial aquelas indicadas pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), que tem convênio e parceria com as maiores instituições financeiras do país. O Sebrae tem por objetivo a cooperação técnica, a troca de informações, as pesquisas conjuntas e a promoção de eventos que signifiquem apoio e serviços para as pequenas empresas.

O Sebrae mantém parcerias com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o Banco do Brasil, o Bradesco, a Caixa Econômica Federal, o HSBC, o banco Itaú e o Santander.

São várias as linhas de financiamento que essas instituições financeiras disponibilizam para as micro e pequenas empresas. Através do Sebrae fica muito mais fácil conhecer o mapa dessas linhas de crédito, para a sustentabilidade dos pequenos negócios.

O Banco do Brasil e o atendimento ao pequeno empreendedor

O Banco do Brasil oferece taxas de juros reduzidas, além de outras vantagens para ampliar o crédito para micro e pequenas empresas. Se for utilizado o cheque especial para empresas, a taxa de juros passou de 9,13% ao mês para 3,94% ao mês.

Recentemente outras taxas de juros para financiamento a pequenas empresas foram reduzidas, como a taxa mínima do BNDES para Capital de Giro (Progeren), que passou de 0,96% ao mês para 0,89% ao mês. A linha de financiamento do Banco do Brasil para Capital de Giro Mix Pasep, teve sua taxa mínima de TR mais 2,14% ao mês para TR mais 0,99% ao mês. Segundo informações do BB, o Programa Bompratodos já liberou 490 operações de crédito para empresas, com um total de R$4,4 bilhões.

Para as linhas de crédito BB Microcrédito Empreendedor Capital de Giro e BB Microcrédito Empreendedor Investimento, o valor mínimo do financiamento é de R$150,00 e o valor máximo é de R$15.000,00. A Taxa de Juros ao mês é de 0,64%, com carência para pagar de 30 dias. O prazo para pagamento varia de 4 a 36 meses. O cliente é atendido por funcionários preparados para informar e orientar os pequenos empreendedores.

A Caixa Econômica Federal e o atendimento nas localidades brasileiras

Os pequenos empreendedores são atendidos pelo crédito disponibilizado pela Caixa Econômica Federal nas mais diversas localidades brasileiras, em todas as regiões do país. Para obter financiamento é feito um contrato, depois de serem avaliadas as atividades e condições financeiras do cliente. Os micro e pequenos empresários são atendidos para acompanhamento e orientação por agentes de microcrédito.

O microcrédito da Caixa Econômica Federal para pessoas físicas, destinado a Capital de Giro ou Investimento tem valor mínimo de R$300,00 e valor máximo de R$15.000,00, com Taxa de Juros de 0,64% ao mês, carência de 30 dias para começar a pagar e prazo de pagamento que varia de 4 a 24 meses.

O Banco da Amazônia atende as necessidades dos empreendedores da Amazônia

O programa Crescer, do Banco da Amazônia, que está em fase de implantação, tem como objetivo facilitar o acesso ao crédito por parte dos pequenos empreendedores da Região Amazônica. Pessoas treinadas farão o levantamento socioeconômico dos interessados em utilizar esses recursos, e darão a orientação necessária para o planejamento do negócio. As necessidades de crédito e de gestão serão definidas para cada caso, visando o desenvolvimento da pequena empresa.

O Microcrédito para Pessoa Física e Pessoa Jurídica, destinados ao Capital de Giro ou Investimento, terão também os limites de no mínimo R$300,00 e no máximo R$15.000,00, com taxa de juros mensal de 0,64%, carência de 30 dias ou 60 dias para começar a pagar e prazo para pagamento que varia de 12 a 24 meses. A TAC (Taxa de Captação) do negócio é de 1%.

Sobre o autor: Artur Salles Lisboa de Oliveira

Formado em administração de empresas e possui 6 anos de experiência na BM&F Bovespa nos segmentos à vista e futuro. Profissional com certificações Cpa-20 (Anbima) e Ancord. Presta consultoria de investimentos para sites especializados. Colaborador de jornais no Exterior acerca do mercado financeiro brasileiro.

Gostou do nosso artigo? Que tal aproveitar e realizar uma cotação de seguro auto e receber excelentes propostas através dos parceiros do site seguroauto.org?
Clique Aqui!

Muitos leitores realizaram a cotação do seu Seguro Auto através de nosso site!

Preencha o nosso formulário e receba grátis as melhores propostas.


Discussão

SDCC March 25, 2014 at 7:28 pm

Boa Tarde!
Gostaria de saber onde o autor adquiriu tais informações sobre o Banco do Brasil. Pois tenho conta Jurídica que em maio vai fazer 01 ano no BB e embora eu tenha começado só agora a poder movimentar a conta por motivos da empresa e do banco, fui informada que o banco não consegue gerar credito para a empresa . A empresa vai fazer 02 anos, porém a mesma teve alguns problemas com o contador que abriu de forma errônea a empresa e a forma de tributação da mesma.

A empresa hoje esta ativa porém não está gerando receita. Empreguei um projeto para o BB para solicitar um capital de giro para a abertura da empresa e não fui bem assessorada pelo banco. A minha empresa é uma ME – na área de faturamento médico hospitalar. Teria como você me passar mais informações sobre este assunto?
Att,
SDCC.

Postar um comentário