Organize a sua renda com um refinanciamento

27, agosto, 2015
Jeniffer Elaina da Silva

Organize a sua renda com um refinanciamentoEstá precisando deixar suas finanças em dia? Que tal fazer um refinanciamento? Entenda como ele funciona e suas vantagens.

Em momentos principalmente de crise financeira as contas acabam saindo do controle e então começam a surgir as dívidas. Em alguns casos é possível controlar isso no começo e rapidamente colocar as contas em dia, porém na maioria das vezes não é isso que acontece. É nessa hora que pode ser uma boa ideia organizar a renda com um refinanciamento.

Como é o refinanciamento de dívida

Quando se percebe já existem boletos atrasados, o limite do cartão foi atingido – e está sendo pago apenas o valor mínimo da parcela – e o cheque especial foi usado. Somente os juros, multas e taxas gerados nesses casos farão que sua dívida aumente muito e, quanto mais tempo passar, será pior, pois os juros só irão crescer.

Uma forma de atentar amenizar essa situação é refinanciando essas dívidas e, nesse caso pode se tentar uma negociação direto com a empresa que está cobrando. Se isso for possível será ótimo, mas ainda existe o risco de atrasar uma ou outra parcela de alguma empresa.

Uma boa alternativa nesse caso é buscar um refinanciamento da dívida, substituindo todas as dívidas por uma única e com taxas menores. O cartão de crédito e o cheque especial trabalham com os maiores juros do mercado, então eliminar essas dívidas é prioridade.

Na hora de escolher um refinanciamento é preciso se atentar a alguns pontos:

  • Se o valor do empréstimo será suficiente para quitar todas as suas dívidas à vista: pagando dessa forma é possível conseguir melhores condições de pagamento;
  • Quais as taxas de juros cobradas: pesquise em diversas instituições financeiras e tente negociar;
  • O valor das parcelas precisa caber no seu orçamento: programe-se para conseguir pagá-las;
  • É preciso controlar as suas futuras dívidas: não adianta pagar o cartão e começar a gastar de novo nele. Por isso, enquanto estiver pagando o refinanciamento, faça todos os seus pagamentos à vista.

Ao refinanciar as suas dívidas com certeza vai ficar mais fácil de se organizar, afinal, ao invés de ter diversas contas, terá agora apenas uma para pagar.

Refinanciamento de veículo

O refinanciamento de veículo é bastante usado para se conseguir um dinheiro extra dando o seu carro como garantia de pagamento. Para isso é preciso entrar em contato com a instituição financeira e solicitar o refinanciamento do carro. Com isso você terá um valor em dinheiro e o pagará em parcelas de acordo com o combinado.

Porém, cabe um ponto de atenção muito importante: caso as parcelas não sejam quitadas, corre-se o risco de perder o bem, afinal, ele é dado como garantia de pagamento.

Refinanciamento de imóvel

Ele funciona de forma muito parecido com o refinanciamento de veículo, porém nesse caso a garantia é a residência. Esse tipo de refinanciamento costuma ser usado para valores maiores, já que o valor do bem também é maior.

Nos dois casos de refinanciamento a vantagem é que se tem o valor do empréstimo rápido, porém é preciso organizar muito bem as contas para evitar problemas futuros. Por isso, primeiro organize as contas, conheça seus gastos e somente depois refinancie um bem.

Compartilhe esse artigo

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como fazer o seu emprestimo online
Selecione o tipo de empréstimo que você deseja no topo do site.
Escolha um dos sites parceiros para solicitar seu empréstimo.
Preencha o formulário e confirme a sua solicitação.
Prestamos um serviço completamente gratuito para você
NUNCA faça qualquer tipo de depósito para conseguir seu empréstimo. Ficou com dúvida?
Leia nossos artigos para fazer um empréstimo seguro!