Um Garçom pode juntar mais dinheiro que um Executivo?

25, abril, 2016
Roberta Clarissa Leite

Eu sou o Thiago Nigro, autor do blog O Primo Rico, e constantemente recebo muitas dúvidas em relação a economia de recursos. Todo mundo tem aquele grande sonho de viver de renda e investir muito bem – principalmente com a alta taxa de juros no Brasil, né? – Porém, poucos se esquecem que a base de tudo é economizar. Não acredita? Então vou te contar algo que passei quando era mais novo:

Um Garçom pode ganhar mais que um Executivo?

Há quase 8 anos atrás, antes de entrar na área do mercado financeiro, eu trabalhei como garçom. Desde aquela época, eu já me preocupava bastante com dinheiro, e sempre fiz projeções para o futuro. Sempre imaginei o quanto eu receberia lá na frente caso eu investisse meu suado dinheirinho todo o mês. Nessas projeções, eu cheguei a conclusões extraordinárias! Eu ganhava quase R$ 2.500,00 por mês, e como vivia com meus pais, os custos praticamente não existiam. Eu conseguia economizar R$ 1.000,00 por mês! Como eu tinha 18 anos, se eu continuasse trabalhando como garçom durante 42 anos, e chegasse aos 60 anos com a mesma faixa de renda (e mantendo os custos inalterados), eu conseguiria alcançar a meta de ter quase R$ 2.767.586,00 ! Como eu conheço muitos executivos pelo trabalho que realizo, posso afirmar para você com convicção: A maioria não tem 1 milhão de reais guardados.
Óbvio que esse exemplo acima pode não ser tão realista.. afinal de contas, precisamos levar em consideração os custos crescentes que você deve ter. Mas por outro lado, a sua renda também tende a aumentar.

O que Aprendi sendo um Garçom

A minha lição mais valiosa foi a seguinte: O mais importante não é o quanto você ganha, e sim o quanto você gasta. Um dos grandes problemas que enfrentamos é o aumento dos custos. Quando o nosso salário aumenta, a gente começa a gastar mais também. A gente acredita que nosso nível de vida subiu e facilmente nos acostumamos com uma vida mais luxuosa. Porém, se acostumar com uma vida mais dura e com menos gastos é muito mais difícil caso seu padrão de salário diminua. Eu posso confirmar isso pelas histórias que já vivenciei! A lição mais valiosa aqui é a seguinte, não aumente seus custos só porque sua renda aumentou, e não gaste mais do que você pode. Porém, como a ideia aqui é te ajudar a economizar, eu separei 3 dicas que sigo a risca na minha vida!

1 – Imóvel Pode não ser um bom Investimento

Quando você compra um imóvel – suponhamos no valor de R$ 500.000,00 – você logo diria para qualquer um que seu patrimônio cresceu em R$ 500.000,00. Você poderia dizer que tem um ATIVO de R$ 500.000,00. Porém, quase 95% dos brasileiros financia a compra de imóveis, e se esse é o seu caso, você também vai adquirir um PASSIVO (dívida). Se você pagou à vista R$ 100.000,00 e financiou R$ 400.000,00, você agora tem algo que vale R$ 500.000,00 e também tem uma dívida de R$ 400.000,00. O único número que importa é o “Patrimônio Líquido”, equivalente a R$ 100.000,00. Além de tudo, você também deve passar a ter muitos gastos daqui pra frente. Móveis, contas novas e investimentos no novo empreendimento. Por isso, não caia no “senso comum” de acreditar que imóvel é sempre um bom investimento, ou que seu patrimônio aumentou muito por causa disso. Até você vender seu imóvel, você não pode ter certeza de nada.

2 – Reserva parte dos seus recursos para o Futuro

Você deve ter algum tipo de conta na sua vida (isso se não forem VÁRIAS! Né?). Imagine que você paga R$ 100,00 de conta telefônica. Você não quer deixar de pagar essa conta, pois caso o faça, irá ter de pagá-la no mês que vem, e ainda virá com juros.

Pensando na sua aposentadoria, ela funciona da mesma forma! Caso você não invista parte dos seus recursos nesse mês. Você terá que investir o dobro no mês seguinte! Deixa eu tentar clarificar para você:

A ideia do investimento para a aposentadoria é você colocar uma meta (que é o valor que você precisa acumular para conseguir se aposentar), e em cima dela investir mensalmente o valor necessário para chegar no seu objetivo. Se você não investir no mês corretamente, a “conta” fica mais cara para o próximo. Por isso, sempre trate seu investimento para a aposentadoria como um “custo”.

3 – Busque Conhecimento ou Orientação Profissional

Ninguém cuida do seu dinheiro melhor do que você. Busque conhecimento e aprenda! Assim você consegue rentabilizar melhor seu dinheiro e aproveitar tudo que você tem de melhor independente do banco ou corretora que você aplique seus recursos.

Caso você queira acessar mais dicas, eu escrevi um artigo bacana também no meu blog! Como eu acredito que uma boa forma de aplicar recursos é usar o tesouro direto, se você tiver interesse é só acessá-lo aqui!
Thiago Nigro

Compartilhe esse artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como fazer o seu emprestimo online
Selecione o tipo de empréstimo que você deseja no topo do site.
Escolha um dos sites parceiros para solicitar seu empréstimo.
Preencha o formulário e confirme a sua solicitação.
Prestamos um serviço completamente gratuito para você
NUNCA faça qualquer tipo de depósito para conseguir seu empréstimo. Ficou com dúvida?
Leia nossos artigos para fazer um empréstimo seguro!