Saiba como economizar na compra de óculos pela internet

Você já pagou caro para fazer um óculos de grau de miopia, hipermetropia, astigmatismo ou presbiopia (ou vista cansada)? Precisou abrir mão da qualidade para comprar algo mais em conta, ou  já teve que parcelar em mais de 12x o óculos dos sonhos?

Uma forma simples de economizar e que vem cada vez mais ganhando espaço é comprar óculos online, sem nem precisar sair de casa.

A Lenscope, um serviço de venda de lentes para óculos totalmente online, separou várias dicas que vão te ajudar a economizar comprando seu próximo óculos pela internet:

As principais vantagens de comprar óculos pela internet são: economia de tempo, já que você pode comprar em casa mesmo, no sofá da sua casa; economia de dinheiro, uma vez que os preços dos óculos em lojas onlines são bem menores;  e economia de deslocamento (você não precisa ficar indo e voltando das óticas para buscar seu óculos pronto).

Uma pesquisa do Ebit* aponta que 27,3% das compras em 2017 foram feitas por Smartphones ou tablets. Ou seja, a tecnologia está ao nosso favor e a tendência é cada vez mais esses números aumentarem.

Mas como comprar óculos pela internet? É mesmo seguro?

Nesse artigo você vai descobrir:

  • Onde posso comprar óculos pela internet
  • Como saber se o site é seguro
  • Como escolher armação de óculos pela internet
  • Como saber a lente ideal para o seu grau?
  • E se você já tem uma armação, como fazer apenas as lentes do óculos.

Onde posso comprar óculos pela internet?

Quando você escolhe comprar em lojas online, muitas vezes você acaba pagando metade do preço, sem contar que as promoções são mais frequentes.

Existem muitas lojas onlines exclusivas para a venda de óculos pela internet e alguns e-commerces também oferecem esse nicho de compra como Dafiti, Lojas Americanas e AliExpress.

Você pode escolher qualquer uma dessas opções, apenas certifique-se que você irá receber o produto com a nota fiscal e que terá direito à garantia de troca e devolução. Verifique sempre a  política de reembolso da loja.  Em sites internacionais, como o AliExpress, muitas vezes o produto pode demorar para chegar. Por isso, informe-se bem antes de realizar a compra.

Como saber se o site é seguro?

Informar os dados em qualquer site exigem cuidados.

Normalmente sites seguros não armazenam nenhum dado do cartão do cliente. Por isso, é importante verificar o protocolo de transferência de hipertexto de site seguro. Ou seja, se o site possuir https:// no início do link, ele é um site confiável. Quer um exemplo? Repare no site da Emprestimo.org:

Agora acompanhe outras dicas para saber se o site é realmente seguro:

  • Certifique-se que os canais de comunicação funcionam como o número de telefone disponibilizado e se os comentários e mensagens nas redes sociais são respondidos
  • Verifique se a empresa disponibiliza endereço físico;
  • Veja se existe uma Política de Troca e Devolução e como funciona o processo de reembolso, caso você precise.
  • Observe se os canais de comunicação de tempo real são ativos e proativos como chats disponíveis nos sites principais, Whatsapp e mensagens diretas no Facebook e Instagram
  • Veja se há reviews dos produtos que o site comercializa no Youtube e no Google
  • Fique de olho no que as pessoas falam da marca e dos produtos nas redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter.

Como escolher a armação de óculos pela internet?

É preciso atenção quando comprar as armações. Isso porque é preciso se atentar às necessidades ou especificações que o seu grau exige (para evitar que o óculos fique grosso e com aquele efeito fundo de garrafa, ou de olhos grandes). E uma coisa que ninguém te conta e que pode comprometer seu orçamento: Comprar a armação primeiro que as lentes pode fazer você gastar 2x mais que o necessário.

Miopia, hipermetropia e astigmatismo são os problemas de visão mais comuns de pessoas que precisam usar óculos e, dependendo do grau, pode influenciar na armação que você pode ou não escolher.

Por isso, antes de comprar sua armação, é preciso se atentar as medidas do óculos. Isso porque o tamanho da armação influencia no resultado final das suas lentes.

E para saber a medida do óculos  é bem simples. É só olhar aqueles números que vêm na haste da sua armação. São esses números que indicam o tamanho do seu óculos.

Então, agora você já sabe ver o tamanho da armação, vamos saber se é compatível com o seu grau.

Para te ajudar na escolha da armação ideal, separamos em dois tipos: armação para até 4 graus e armações para mais de 4 graus.

Armações para quem tem até 4 graus

Para quem tem até 4 graus, a liberdade da escolha da armação é maior. 

Nessa faixa de grau, você pode usar todos os tipos de armações. Mas é importante não exagerar muito no tamanho.

Quase ninguém fala sobre isso, mas armações grandes podem  impossibilitar a montagem das lentes dependendo da sua medida da DNP (distância naso-pupilar).

Isso acontece porque é durante a montagem das lentes que a lente é encaixada na sua armação. Quando você escolhe a armação sem levar em conta o seu grau, a armação escolhida pode ser maior que a lente. Veja o exemplo abaixo!

Armações para quem tem mais de 4 graus

Agora, para quem possui mais de 4 graus, o ideal é escolher  armações de aro fechado e bordas mais espessas. As armações de acetato são as mais indicadas nesse caso.

Isso porque a própria borda da armação ajuda a disfarçar a espessura das lentes na lateral do óculos. Com isso, você tem um resultado estético melhor.

Outra dica importante para quem tem mais de 4 graus é escolher armações menores. Quanto menor é a armação, mais finas as lentes ficam. Veja só alguns modelos:

Como saber o tamanho da armação ideal para mim?

Afinal, cada pessoa tem uma necessidade específica de acordo com o seu grau de miopia, hipermetropia ou astigmatismo, por isso a recomendação varia de pessoa para pessoa e de grau para grau.

O Consultor Óptico da Lenscope te ajuda a descobrir as armações compatíveis com o seu grau e as lentes ideais também.

Quais são as lentes ideais para mim?

Hoje dois materiais são mais comuns na confecção de lente de óculos: policarbonato e resina.

O policarbonato possui índice de refração 1.59, sendo ideal para quem tem até 4 graus.

Esse material além de resistente, proporciona lentes mais leves e mais finas quando comparado com as lentes 1.5, também conhecidas como CR-39 e Orma®.

Já a resina é o material ideal para quem possui alto grau. Ou seja, para quem possui mais de 4 graus. Além de proporcionar um óculos mais leve, as lentes de resina também evitam que aconteça aquelas marquinhas indesejadas no nariz que o óculos pesado provoca.

No material de resina, é possível encontrar diversos tipos de índices de refração de lente como 1.67, 1.74 e 1.76.

E quanto maior o índice de refração, mais finas serão as lentes.

Já tenho uma armação. Posso fazer só as lentes?

Se você tem uma armação parada na sua casa ou a sua armação ainda está em perfeito estado e você só precisa trocar as lentes do seu óculos, saiba que é possível fazer apenas as lentes do seu óculos de forma online, sem precisar sair de casa. Nesse caso, a economia é ainda maior. A Lenscope é o serviço pioneiro de venda de lentes para óculos pela internet no Brasil.

Com a Lenscope, você compra as lentes de acordo com o seu grau e pode enviar a armação que você tem. Eles colocam as lentes na sua armação e devolvem seu óculos pronto, na sua casa. Na Grande São Paulo, Rio de Janeiro e Campinas (interior de SP), a coleta da armação e a entrega do óculos são gratuitas. Nas demais regiões, você só precisa enviar sua armação para a Lenscope pelos Correios.

Um dos grandes diferenciais da Lenscope é que você não precisa escolher entre mais de 100 opções de lentes. Eles simplificaram a escolha, selecionando as lentes resistentes que realmente duram com os tratamentos essenciais já inclusos. Sem taxas adicionais ou acréscimos para levar tratamento antirreflexo, antirrisco e proteção 100%UV. Tudo o que você precisa saber é se você tem até 4 graus ou mais de 4 graus.

E como a venda acontece de forma 100% online e sem intermediários, o valor final das lentes é muito mais acessível também.

Considerações finais

Comprar óculos pela internet é uma ótima opção para você economizar sem abrir mão de qualidade E se você seguir nossas dicas, terá muito mais segurança na hora da compra.. Então não esqueça de verificar:

  • se o site é seguro e não armazena seus dados bancários
  • se os canais de comunicação realmente funcionam
  • se o site possui garantia de trocas e devoluções
  • se há reviews nas redes sociais como Instagram, Facebook e Twitter

E, caso você já tenha uma armação parada em sua casa, lembre-se que é possível reaproveitá-la e economizar ainda mais. Nesse caso, você só precisa trocar a lente e isso também pode ser feito pela internet, com muito mais economia, no site da Lenscope.  Por vender 100% de forma online, a Lenscope consegue cortar diversos custos intermediários e entregar um preço muito mais acessível para o consumidor final.

Conheça mais sobre a Lenscope e saiba como economizar na compra do seu óculos pela internet.

Fonte: Ecommerce Brasil*

Por que empréstimo para negativado tem juros maiores?

Você já se perguntou por que empréstimo para negativado tem juros maiores? Se sua resposta é sim, acompanhe este artigo e entenda melhor essa situação.

Milhões de brasileiros possuem restrição no nome, a situação popularmente conhecida como ‘nome sujo’. E, para a maioria dessas pessoas, é justamente nessas situações em que um empréstimo pessoal é mais recomendado.

Afinal, com ele você pode pagar todas as suas dívidas, ‘limpando seu nome’ e assumindo apenas uma parcela mensal. No entanto, na maioria das instituições financeiras, o empréstimo para negativado tem juros maiores. Muitas vezes responsáveis por tornar essa uma solução inviável. Entenda neste artigo porque isso acontece.

Por que empréstimo para negativado tem juros maiores?

Entenda por que o empréstimo para negativado tem juros maiores

A prática de juros maiores em empréstimos para negativados nada mais do que um mecanismo de defesa dos bancos e instituições financeiras. Isso acontece porque, quando uma pessoa possui um CPF negativado, significa que ela deixou de cumprir com algum compromisso financeiro.

Ou seja, essa pessoa é inadimplente. Nesses casos muitas instituições financeiras e bancos do ramo acabam se negando a promover um empréstimo para essas pessoas. E quando o promovem, disponibilizam um empréstimo para negativado com juros maiores.

Assim, eles garantem que essa pessoa não solicitará mais dinheiro do que realmente pode pagar. Se protegendo assim de um possível prejuízo futuro. Além disso, o número de parcelas para o pagamento do empréstimo influencia diretamente na incidência dos juros aplicados. Logo, quanto maior for o número de parcelas escolhido pelo solicitante do empréstimo, maiores serão os juros aplicados, e vice e versa.

Cuidados que um negativado deve ter ao solicitar um empréstimo

Agora que você já viu porque o empréstimo para negativado tem juros maiores, vale a pena conhecer alguns dos cuidados mais importantes a serem tomados caso esteja precisando de uma grana extra e tenha o nome sujo.

  1. Fique atento a golpes

Existem muitas empresas no mercado que garantem empréstimos com boas condições de pagamento e taxas de juros baixas mesmo para negativados, que são fraudulentas. A maioria delas cobra depósitos antecipados ou apenas roubar seus dados para cometer crimes. Então, verifique uma instituição antes de fechar negócio.

  1. Atente-se as informações online

A maior parte das instituições possuem um site ou plataforma digital, inclusive as fraudulentas. Por isso, é importante que você note se existem erros gramaticais ou ortográficos nos textos presentes nos sites e principalmente, se existem um ou mais endereços e formas de contato com a empresa.

Se, mesmo sabendo que inevitavelmente o empréstimo para negativado tem juros maiores, você ainda precise dele. Esteja atento a esses dois pontos mostrados acima e pesquisa com cuidado todas as suas possibilidades.

Como pegar empréstimo fácil?

Aconteceu um imprevisto e você precisa de um dinheiro que não possui no banco? Saiba nesse artigo como pegar empréstimo fácil e se livrar desse problema.

Existem alguns momentos da vida onde somos pegos desprevenidos, precisando de um dinheiro que não temos.

Nesses momentos, muitas vezes o único caminho é fazer um empréstimo, mas nem sempre contamos com um amigo ou parente para nos ajudar.

Nestes casos, a saída é contratar um empréstimo com uma financeira especializada. Se você está nessa situação e tem pressa de conseguir o dinheiro, veja neste artigo como pegar empréstimo fácil e pagando taxas justas.

Como pegar empréstimo fácil?

Veja como pegar empréstimo fácil e rápido!

Existem muitos tipos de empréstimos no mercado que podem ser contratados, os consignados que são descontados diretamente na folha de pagamento dos solicitantes e, por isso, muitas vezes contam com taxas menores.

O crédito pessoal que é o mais comum, o cheque especial, margem liberada pelos bancos com altas taxas de juros e o rotativo cartão de crédito.

Entre todas essas possibilidades mostradas, os mais fáceis e rápidos certamente são o cheque especial e o rotativo do cartão de crédito, afinal, você precisará apenas de um cartão e um caixa eletrônico para ter acesso ao dinheiro.

No entanto, essas duas opções são também as que possuem os juros mais altos, por isso, evite-as ao máximo.

A maneira mais simples de segura de como pegar empréstimo fácil é procurar o banco onde se é correntista e conversar com seu gerente, ou então, pesquisar por financeiras que trabalham com empréstimo pessoal online com juros mais baixos e menores processos burocráticos.

Existem muitas empresas atualmente no mercado e a pesquisa certamente será longa e demandará muita atenção.

Mas é importante que ela seja feita, afinal, apenas uma pesquisa completa lhe garantirá as menores taxas e as melhores condições de pagamento.

Como funciona o empréstimo online?

A modalidade do empréstimo pessoal online, tem sua contratação através da internet, pelo telefone ou mesmo diretamente em alguns caixas eletrônicos. Tudo dependerá da instituição escolhida.

As financeiras que promovem esse tipo de empréstimo muitas vezes promovem as simulações a distância, mas o contrato precisa ser assinado presencialmente.

Depois disso, o dinheiro é transferido rapidamente para a conta do solicitante.

Infelizmente, essas opções geralmente possuem um valor máximo de R$ 50 mil e estão disponíveis apenas para as pessoas que possuem conta corrente e nome limpo.

No entanto, as condições e limites não são fixos, ou seja, cada instituição pode trabalhar com margens e condições diferentes.

Qual a relação entre FGTS e PIS? E o que deve ser considerado para compra de imóvel?

Entre o PIS e FGTS nem sempre há uma relação direta. Ambos são direitos sociais de trabalhadores que contam com uma carteira assinada, mas há algumas diferenças que precisam ser explicadas, no que diz respeito a relação entre FGTS e PIS. Para entender melhor, continue lendo.

Qual a relação entre FGTS e PIS? E o que deve ser considerado para compra de imóvel?

O que é PIS?

O PIS, ou Programa de Integração Social (PIS), é uma contribuição tributária, que é paga por pessoas jurídicas com o intuito de financiar o seguro desemprego, o abono salarial, e a participação dos órgãos para trabalhadores, do setor público e privado. Foi criado em 1970, durante a Ditadura Militar, pela Lei Complementar 7/70, nº7.

O PIS é todo voltado para funcionários de empresas privadas, que são regidas pelas Leis Trabalhistas (CLT), administrado pela Caixa Econômica Federal. Para trabalhadores ou servidores públicos, o sistema jurídico estatutário federal, é comandado pelo Banco do Brasil e o nome é PASEP.

O que é FGTS?

A sigla tem como significado, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, e serve como um tipo de poupança que o empregador faz para o trabalhador. Foi criado em 1967 e é regido pela Lei de número 8.036 de 1990. Todos os meses, junto ao salário, o empregador deposita um valor referente a 8% do salário em uma conta extra, vinculada em nome do trabalhador. Nesse valor é incluso o 13º salário, férias, horas extras e todo ganho adicional que o trabalhador venha a ter.

Qual a diferença entre PIS e FGTS?

A grande relação entre FGTS e PIS, é que ambos são benefícios de trabalhadores que possuem carteira assinada, mas a sua diferença é que, o PIS, o trabalhador pode sacar todos os anos, de acordo com seu mês de aniversário, desde que ele tenha mais de cinco anos de registro NIS.

Enquanto que o FGTS só é sacado quando é encerrado o seu contrato com a empresa contratante. Se o funcionário for demitido sem justa causa, ele consegue sacar e receber todo o valor que a empresa depositou pra ele em poupança, aqueles 8% descontado da folha de pagamento, de uma vez.

Compra de imóvel

Nem todo mundo sabe, mas o FGTS nada mais é do que uma reserva de dinheiro para o trabalhador, que também pode ser usado financiar habitações populares, assim como obras relacionadas.

Como saber se posso usar o FGTS para compra de imóvel?

A Caixa exige alguns pré-requisitos para usar o valor do FGTS na compra de imóvel, são eles:

  1. Ter ao menos três anos de registro em carteira. Esse período não necessariamente deve ser contínuo, mas a pessoa deve ter o total de 36 meses de registro.
  2. Não deve possuir nem um imóvel em seu nome, na cidade onde pretende comprar um novo. Por exemplo, pode ter um apartamento em Belo Horizonte, e comprar outro em São Paulo, mas na mesma cidade não é permitido fazer o financiamento.
  3. Não ter nenhum outro financiamento ativo pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH).
  4. Deve morar ou trabalhar no município em que pretende realizar a compra do imóvel usando o FGTS.

Quais imóveis podem ser comprados com o FGTS?

Os imóveis disponibilizados para comprar através do SFH possuem um limite de valor redefinido. A estimativa desse valor do imóvel costuma ser feita por engenheiros que são cadastrados no sistema, pelo agente financeiro, que é quem empresta ou financia o dinheiro.

A casa ou apartamento que será financiada deve ser em perímetro urbano, residencial e destinado 100% para a moradia do trabalhador. Não é permitido financiar qualquer tipo de imóvel como investimento, para fins locatários.

Vale a pena pegar empréstimo para sair do país?

Muitas pessoas sonham em sair do país, mas será que vale a pena pegar empréstimo para sair do país? Vale lembrar que essa pode ser uma alternativa bastante arriscada, dependendo do objetivo (valor a ser solicitado) e da condição financeira do cliente.

No entanto, essa pode ser uma boa alternativa, sendo preciso fazer apenas fazer uma análise. Ou seja, não é possível dizer com exatidão se vale a pena ou não, pois dependerá de cada pessoa e de cada situação.

Por isso, veja abaixo alguns fatores que podem influenciar essa escolha e definir se vale a pena (ou não) pegar empréstimo para sair do país.

Vale a pena pegar empréstimo para sair do país?

Pegar empréstimo para sair do país

Primeiramente, é preciso definir se trata-se de uma viagem temporária ou uma ida permanente para outro país.

O ponto em comum, que ambas as situações possuem, é definir os gastos. Para isso, é preciso definir, quanto tempo será preciso viver com o dinheiro do empréstimo, e qual é esse gasto.

Lembrando, que empréstimos muito altos, também possuem altas taxas de juros, por isso, nos casos em que seja necessário muito dinheiro, pode ser que o empréstimo não valha a pena.

Esse orçamento inicial é bastante importante, já que assim, fica mais real o valor da viagem.

Além disso, em caso de mudança permanente, vale lembrar, também, que há os riscos de ir para um novo país (caso a pessoa ainda não tenha emprego garantido).

Desse modo, o empréstimo não consegue evitar todos os riscos e imprevistos que podem acontecer nessa situação.

Pontos a serem analisados

O ponto mais importante, antes de qualquer coisa, e que deve ser analisado junto com o orçamento, é analisar a taxa de câmbio. As variações do câmbio fazem a moeda estrangeira valer mais, ou menos, em relação à moeda brasileira.

Outra questão, é que pode ser difícil conseguir uma fonte de renda no novo país. Por isso, para quem vai com essa incerteza, adquirir uma dívida tão expressiva como essa pode ser perigoso.

Além disso, para quem pretende pedir um empréstimo e sair do país sem pagar, essa pode ser uma má ideia, já que pode dificultar para conseguir crédito no novo país.

As contas bancárias, provavelmente, serão feitas tranquilamente, porém, no caso dos cartões de crédito, pode ficar mais complicado.

Você já pensou em pegar empréstimo para sair do país? O que achou dessa alternativa? Deixe sua resposta nos comentários, e não esqueça de compartilhar esse post com seus amigos!

Vale a pena pedir um empréstimo para viajar?

Viajar é o sonho de muitas pessoas, mas será que vale a pena pedir um empréstimo para viajar?

Normalmente os empréstimos são pedidos apenas para quitar dívidas, ou cobrir emergências, no entanto, eles podem também ser uma alternativa para que quer realizar um objetivo, como fazer uma viagem, por exemplo.

Porém, muitas pessoas não sabem se realmente vale a pena pedir um empréstimo para viajar, já que não se trata de uma emergência, e existem outras alternativas para juntar esse dinheiro.

No entanto, essa pode ser uma boa alternativa, basta analisar alguns fatores e ver o que melhor se aplica em cada caso.

Vale a pena pedir um empréstimo para viajar?

Pedir um empréstimo para viajar?

Pode ser que pedir um empréstimo para viajar seja uma boa opção. Muitas pessoas fazem isso quando realmente precisam realizar a viagem,seja por motivos pessoais, ou profissionais e não se arrependem.

Mas outras pessoas quase faliram, por não conseguirem cumprir com o empréstimo, por isso é preciso muito planejamento.

Qual a urgência da viagem?

Essa é a primeira questão a ser pensada. Você precisa fazer a viagem imediatamente? Ou pode esperar por mais um tempo.

Caso possa esperar,o melhor é juntar o dinheiro, já que assim, não precisará pagar os juros do empréstimo.

Porém, se a viagem tiver que ser feita em pouco tempo, e o cliente não possuir dinheiro suficiente, o empréstimo é uma opção.

Faça um orçamento

Depois de decidir pedir um empréstimo para viajar, é preciso que haja um planejamento da viagem.

Ou seja, é necessário saber quanto é necessário para pagar as despesas, para assim, poder realizar o pedido do empréstimo.

Nessa hora, o ideal é colocar tudo na ponta do lápis, para que não falte dinheiro durante a viagem, e também, para saber qual será o custo do empréstimo.

Certifique-se de que poderá pagar as parcelas

E enfim, para saber se vale a pena pedir um empréstimo para viajar, o cliente precisa certificar-se de que poderá pagar o empréstimo, para que assim, não acabe se endividando, e tornando um momento tão especial em uma dor de cabeça.

Caso o empréstimo precise ser muito alto, ou tenha parcelas que o cliente não poderá pagar, o empréstimo não valerá a pena.

Com as dicas passadas nesse post, você poderá decidir se pedir um empréstimo para viajar é ou não uma boa opção.

Você pediria um empréstimo para essa finalidade? O que pensa sobre o assunto? Deixe sua opinião nos comentários!

Vale a pena fazer um empréstimo para comprar um carro?

Muitas pessoas sonham em comprar um carro, mas não sabem qual a melhor forma de pagar por ele. Mas será que vale a pena fazer um empréstimo para comprar um carro? Diante tantas opções, fica difícil saber.

Por isso, primeiramente é preciso avaliar cada caso, pois há diversos fatores que podem influenciar na hora da decisão.

Porém, é importante saber mais sobre o empréstimo para comprar um carro, e assim, poder saber qualé o melhor para cada situação.

Vale a pena fazer um empréstimo para comprar um carro?

Fazer um empréstimo para comprar carro

Antes de pensar em fazer um empréstimo para comprar um carro, é preciso conhecer mais sobre os empréstimos. Há diversos deles no mercado, e por isso, é preciso pesquisas sobre as melhores condições e taxas.

A maior desvantagem do empréstimo é a taxa de juros, que pode ser superior às outras opções de crédito para a compra de um carro. No entanto, depois de aprovado, o empréstimo sai em poucos dias.

Por isso, com o dinheiro na mão, o cliente pode comprar o carro à vista, e assim, ter um maior poder de negociação. E em vez de pagar por um financiamento, pagar as parcelas do empréstimo.

Outro ponto interessante para quem pensa em um empréstimo é quando não é possível realizar um financiamento, muitas vezes ele não é aprovado por conta do crédito.

O empréstimo é mais fácil de ser aprovado,tendo, inclusive, opções para quem está negativado.

Além disso, diferente de outras opções, você pode comprar um carro no valor que você conseguir de empréstimo, ou seja, não precisa ser estringir a um determinado modelo, ou ainda, precisar que o carro seja 0km.

Essa maior liberdade de escolha pode fazer com que o cliente adquira um carro mais barato e pague um valor total mais baixo por um veículo.

Contudo, no fim das contas, é preciso avaliar qual a melhor opção disponível para a situação.

Para isso, é importante analisar o Custo Efetivo Total, que é o valor total pago pelo empréstimo, inclusive os juros.

Outro ponto importante é também ver as condições de pagamento que mais se adequam a cada realidade.

Com as informações trazidas pelo post, você consegue saber se vale a pena fazer um empréstimo para comprar um carro.

Mas o que você achou das informações trazidas? Concorda com o post? Acha que está faltando alguma informação relevante?  Deixe sua opinião nos comentários!

4 empréstimos mais populares no Brasil

Os empréstimos financeiros são muito comuns entre os brasileiros. Dentre os principais motivos para a solicitação, está o uso do dinheiro para suprir algum imprevisto,pagamento de dúvidas, ou até mesmo, para alcançar algum objetivo, como a compra de uma propriedade. Mas você sabe quais são os empréstimos mais populares no Brasil?

Dentre tantas opções existentes, os empréstimos mais populares são aqueles que, normalmente,oferecem mais vantagens para os clientes, como taxas de juros mais baixas, e maior segurança.

4 empréstimos mais populares no Brasil

Empréstimos mais populares no Brasil

Saber quais são os empréstimos mais populares no Brasil é muito importante, porque na hora em que for preciso realizar um empréstimo,você poderá ter mais noção sobre qual é a melhor opção.

Além disso, essas são as modalidades de empréstimo mais comuns, ou seja, mais fáceis de serem encontradas no mercado.

Conheça abaixo 4 empréstimos mais populares no Brasil:

Empréstimo pessoal

Essa modalidade está entre os empréstimos mais populares no Brasil. O empréstimo pessoal pode ser feito bancos ou empresas financeiras.

Ele não exige uma finalidade específica para o dinheiro, e por isso, torna-se uma boa opção para o cliente que deseja utilizar o dinheiro para mais de uma finalidade. No entanto, é preciso atentar-se para as taxas de juros.

Consignado

O empréstimo consignado também é bastante solicitado pelos brasileiros. Suas maiores diferenças para o empréstimo pessoal é que o consignado apresenta taxas mais baixas, o que o torna mais em conta.

Porém, seu pagamento é feito diretamente na conta bancária do cliente, o que compromete o valor da parcela, querendo o cliente ou não.

Penhor

O penhor também está entre os empréstimos mais populares no Brasil, e existem diversos tipos dele, variando de acordo com a finalidade do dinheiro.

No penhor, o cliente precisa dar um bem como garantia, mas em alguns casos, poderá utilizar o bem enquanto paga as parcelas. Ao contrário do empréstimo pessoal, o penhor geralmente exige uma finalidade específica para o dinheiro.

Cheque Especial

O cheque especial é um crédito fornecido pelo banco quando o cliente deixa o saldo da conta negativo. Muitas pessoas acabam contando comesse crédito, por conta da sua facilidade.

Porém, é preciso saber o valor das taxas de juros, informação essa que é desconhecida por muitos clientes, e que pode fazer toda a diferença.

Agora que você conhece 4 dos empréstimos mais populares no Brasil, pode escolher mais claramente na hora de pedir um empréstimo.

Qual desses mais te chamou a atenção? Você acha que alguma outra modalidade de empréstimo deveria estar aí?Deixe sua opinião nos comentários!

Como pagar as parcelas do empréstimo em dia?

Na hora em que um empréstimo é contratado, é muito importante que a pessoa tenha em mente que deve pagar as parcelas do empréstimo em dia. Isso porque, quando isso não acontece, a situação pode acabar se tornando uma imensa bola de neve e um transtorno difícil de resolver.

Como pagar as parcelas do empréstimo em dia?

 

Pagar as parcelas do empréstimo em dia

Conforme dito anteriormente, pagar as parcelas do empréstimo em dia é muito importante. Mas como fazer isso?

Com alguns passos básicos e controle sobre o orçamento pessoal é possível pagar o empréstimo sem dores de cabeça e ter o imprevisto resolvido de uma vez por todas. Agora, veja abaixo alguns itens importantes para pagar as parcelas do empréstimo em dia e quitar a dívida sem maiores problemas.

Não comprometa toda a sua renda

Antes de assumir as parcelas do empréstimo, é muito importante ter certeza que ela cabe no orçamento da família. Principalmente nos casos em que o empréstimo é feito para pagar outras dívidas, o cliente que está realizando o empréstimo deve fazer os cálculos para saber se conseguirá arcar com a parcela.

O ideal é que menos de 30% da renda mensal seja comprometida com as parcelas empréstimo, mas é claro que quanto menor o porcentual, mais fácil será de paga-lo. Além disso, pense a longo prazo, ou seja, até o prazo em que será quitado o empréstimo, para que diminua a chance de surgirem imprevistos.

Procure pagar adiantado

Assim como em qualquer conta parcelada, a melhor opção é sempre pagar adiantado. Isso porque, quanto menor o tempo em que o empréstimo demora para ser pago, menores são os juros que incidem sobre o valor.

As parcelas que forem pagas em meses anteriores ao de seu vencimento serão mais baixas. Além disso, o tempo de pagamento será menor, sendo assim, mais rápido para se livrar do empréstimo.

Para pagar adiantado, você pode:

  • Juntar dinheiro por algum tempo, até ter o suficiente para pagar uma parcela adiantada;
  • Encontrar uma renda extra, para auxiliar nesse pagamento antes do tempo;
  • Pegar dinheiros extras como 13º salário, e outras bonificações para o pagamento da dívida.

Evite ao máximo pagar em atraso

Porém, se você não conseguir pagar adiantado, procure pelo menos pagar as parcelas do empréstimo em dia. Quando há um atraso, mesmo que seja de um dia, o valor da parcela aumenta com os juros e fica ainda mais difícil de apagar.

Organize-se e marque no calendário para nunca perder a data de pagamento. Até porque, esse dinheiro pago em juros poderia estar sendo usado para quitar a dívida.

É preciso ter muito cuidado na hora de fazer um empréstimo, mas nesse texto vimos que é possível e simples pagar as parcelas do empréstimo em dia.

Você gostou das dicas? Acha que faltou alguma? Deixe sua opinião nos comentários!

Como fazer a portabilidade de um empréstimo consignado?

Você sabia que é possível realizar a portabilidade de um empréstimo consignado? Sabe o que significa esse termo e como realizar esse processo? Continue lendo e conheça melhor o assunto.

A portabilidade é uma possibilidade para quem quer pagar menos pelo empréstimo consignado, ou então, diminuir o valor das parcelas. Essa opção é bastante viável quando uma proposta melhor aparece depois do consignado ter sido feito, porém, requer alguns cuidados.

Como fazer a portabilidade de um empréstimo consignado?

Portabilidade de um empréstimo consignado

A portabilidade de um empréstimo consignado acontece de modo bem simples. Porém, é uma opção desconhecida pela maioria das pessoas. Vale lembrar que diferentemente de pegar um novo empréstimo, na portabilidade o cliente não chega a receber o dinheiro, a quantia é transferida diretamente para a primeira empresa.

Além disso, o cliente precisa saber se é possível realizar a portabilidade para a nova empresa. Então, no primeiro contato com a financeira que irá receber a portabilidade, o cliente precisa esclarecer exatamente a situação do empréstimo e em qual local ele foi feito, para assim, saber se é possível realizar a transferência.

Veja como funciona a portabilidade de um empréstimo consignado:

  • O cliente procura uma segunda empresa, que oferece uma condição melhor, e solicita a portabilidade;
  • Depois de aceita, e negociadas as novas condições de pagamento, o cliente deve pedir o boleto de quitação do primeiro empréstimo, e levar até a nova financeira, para que eles formalizem o valor;
  • A segunda empresa, que está recebendo a portabilidade, quita o primeiro empréstimo. A transação de valores é feita diretamente entre as pessoas jurídicas;
  • O cliente, então, começa a pagar normalmente o seu novo empréstimo.

Encontre uma opção mais barata

O mais importante sobre a portabilidade de um empréstimo consignado é saber se essa opção realmente vale a pena. Para saber isso, um dos fatores mais importantes a ser analisado é a taxa de juros. Se a taxa encontrada for menor que a atual, então provavelmente a troca vale a pena.

O cliente também precisa analisar o valor total das duas opções, para ver qual é a menor e mais vantajosa. Esse valor precisa ser visto com bastante atenção para que o cliente não caia em armadilhas de parcelas menores, mas mais duradouras, que acabam deixando o preço final do empréstimo superior.

Apesar de não ser tão comum, é muito importante saber todas as opções, inclusive a de portabilidade de um empréstimo consignado.

Você já conhecia essa modalidade? O que achou? Deixe sua opinião nos comentários, e compartilhe com os amigos para que eles também possam saber mais sobre o assunto.

Artigos Relacionados

Visualização perfeita de colaboração de qualidade e compartilhamento de ideias.
Prestamos um serviço completamente gratuito para você
NUNCA faça qualquer tipo de depósito para conseguir seu empréstimo. Ficou com dúvida?
Leia nossos artigos para fazer um empréstimo seguro!