Como fazer a portabilidade de um empréstimo consignado?


Publicado em 30/11/2018
Autor: Jeniffer Elaina da Silva

Você sabia que é possível realizar a portabilidade de um empréstimo consignado? Sabe o que significa esse termo e como realizar esse processo? Continue lendo e conheça melhor o assunto.

A portabilidade é uma possibilidade para quem quer pagar menos pelo empréstimo consignado, ou então, diminuir o valor das parcelas. Essa opção é bastante viável quando uma proposta melhor aparece depois do consignado ter sido feito, porém, requer alguns cuidados.

Como fazer a portabilidade de um empréstimo consignado?

Portabilidade de um empréstimo consignado

A portabilidade de um empréstimo consignado acontece de modo bem simples. Porém, é uma opção desconhecida pela maioria das pessoas. Vale lembrar que diferentemente de pegar um novo empréstimo, na portabilidade o cliente não chega a receber o dinheiro, a quantia é transferida diretamente para a primeira empresa.

Além disso, o cliente precisa saber se é possível realizar a portabilidade para a nova empresa. Então, no primeiro contato com a financeira que irá receber a portabilidade, o cliente precisa esclarecer exatamente a situação do empréstimo e em qual local ele foi feito, para assim, saber se é possível realizar a transferência.

Veja como funciona a portabilidade de um empréstimo consignado:

  • O cliente procura uma segunda empresa, que oferece uma condição melhor, e solicita a portabilidade;
  • Depois de aceita, e negociadas as novas condições de pagamento, o cliente deve pedir o boleto de quitação do primeiro empréstimo, e levar até a nova financeira, para que eles formalizem o valor;
  • A segunda empresa, que está recebendo a portabilidade, quita o primeiro empréstimo. A transação de valores é feita diretamente entre as pessoas jurídicas;
  • O cliente, então, começa a pagar normalmente o seu novo empréstimo.

Encontre uma opção mais barata

O mais importante sobre a portabilidade de um empréstimo consignado é saber se essa opção realmente vale a pena. Para saber isso, um dos fatores mais importantes a ser analisado é a taxa de juros. Se a taxa encontrada for menor que a atual, então provavelmente a troca vale a pena.

O cliente também precisa analisar o valor total das duas opções, para ver qual é a menor e mais vantajosa. Esse valor precisa ser visto com bastante atenção para que o cliente não caia em armadilhas de parcelas menores, mas mais duradouras, que acabam deixando o preço final do empréstimo superior.

Apesar de não ser tão comum, é muito importante saber todas as opções, inclusive a de portabilidade de um empréstimo consignado.

Você já conhecia essa modalidade? O que achou? Deixe sua opinião nos comentários, e compartilhe com os amigos para que eles também possam saber mais sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Prestamos um serviço completamente gratuito para você
NUNCA faça qualquer tipo de depósito para conseguir seu empréstimo. Ficou com dúvida?
Leia nossos artigos para fazer um empréstimo seguro!